top of page

Gestão de produtos - o segredo no varejo


“Quem tem informação tem poder” já diz o dito popular – e já avançamos bastante, mas, ainda há muito aprendizado para adoção da cultura de gestão por dados e principalmente à complementar o ditado: quem tem conhecimento tem sabedoria , age estrategicamente e decide com maior probabilidade de sucesso.


O crescimento de sua marca ou operação depende da aceitação do produto/estoque pelo seu consumidor final. Seu comportamento de compra influencia e compromete toda a cadeia produtiva, de distribuição e vendas, sabia? E, sem comprador não há empresa!



Mesmo com o movimento de grandes varejistas como Pão de Açúcar e Adidas com estratégias e voltados para o chamado varejo de vizinhança, a análise do sell-out por parte dos varejistas/franqueados é ainda muito negligenciada.


A exposição do mix de produtos reflete diretamente na oferta e consequentemente na lucratividade e resultado. O posicionamento de toda a marca ou grupo hoje, precisa ser estratégico e ajustar-se as necessidades do cliente e o varejista que age na ponta da cadeia é quem de fato viabiliza essa mudança.


Listamos os principais pontos de gestão de produtos:

  • Gerenciar as categorias de produtos de forma integrada levando em consideração: mix, sortimento, disposição desses produtos, layout com espaços adequados para campanhas específicas impacta diretamente no desempenho das vendas.

  • O ponto essencial é analisar os produtos, quais as preferências do cliente nas operações e as tendências de compra como: tipos de produto mais consumidos, coleções, linhas, quantidades, cores, tamanho etc. E perceba, nós brasileiros temos vantagem em relação a Europa por exemplo, que precisa apostar em novidades com o mínimo de predição. Já aqui na América do Sul temos esse termômetro 6 meses antes de colocar a nova coleção na rua.

  • Temos ainda a questão da gestão de métricas objetivas como: giro de estoque margem de contribuição e claro a lucratividade.

  • E por último e não menos importante - acompanhar a Satisfação do Cliente! A equipe precisa trabalhar unida, ouvir o que o cliente tem a dizer e reportar para se realizar a gestão dessas necessidades, desejos e percepções e entregar o sucesso da operação e obviamente do cliente. Na era de personalização e concorrência por tempo/custo/qualidade, a experiência do cliente é muito mais que cereja do bolo, ela é determinante para fidelizar o cliente e transformá-lo em fã da marca.


Fica claro que ao varejista realizar a gestão analítica dos dados, acompanhar indicadores, estabelecer métricas acompanhando a performance do produto, torna sua gestão assertiva, preparada para o crescimento e com superação nos resultados!


 

Este post foi elaborado por Andréia de Almeida - Head de Negócios e Customer Success na Disruptiva

75 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Commenti


bottom of page